PT   EN   

  AGROBIO [PT] > AGROBIO > Notícias Agrobio > Resposta ao artigo do Nutricionista Pedro Carvalho no Jornal Público

 Mural dos Associados



Noticias Classificados

  

Herdade dos Outeiros Altos recebe Rolha de Ouro 2017

No passado dia 15 de Setembro a Weinloge, uma associação de consumidores de vinho alemã, entregou o prémio da Rolha de Ouro 2017 ao associado da Agrobio "Herdade dos Outeiros Altos". É a primeira vez que este prémio é atribuído em Portugal.

Ananda - A Nova Mercearia Bio em Oeiras

A Ánanda - Mercearia Biológica é uma nova Mercearia com certificação biológica, que abriu recentemente em Oeiras, com o objetivo de fomentar o consumo sustentável, local e ético.


Resposta ao artigo do Nutricionista Pedro Carvalho no Jornal Público

A Agrobio leu atentamente o artigo de opinião publicado no Jornal Público no passado dia 5 de Fevereiro. Notamos que a crónica foi baseada em diferentes estudos, nomeadamente na última revisão publicada pelo Parlamento Europeu sobre os Efeitos da Alimentação Biológica no organismo. No entanto consideramos importante apontar alguns aspetos do artigo. Enviámos à direção e aos responsáveis do P2 a nossa apreciação. 

Pode ler o artigo publicado aqui

"

Exmos./as Senhores (as)

Pedro Carvalho, nutricionista, colaborador do P2

Paula Barreiros, Responsável pela Edição do P2

David Dinis, Diretor do Jornal Público

A Agrobio leu atentamente o artigo de opinião publicado no Jornal Público no passado dia 5 de Fevereiro. Notamos que a crónica foi baseada em diferentes estudos, nomeadamente na última revisão publicada pelo Parlamento Europeu sobre os Efeitos da Alimentação Biológica no organismo.

Na qualidade de maior associação de produtores e consumidores de alimentos biológicos em Portugal, começamos por agradecer a escolha do tema, tão importante atualmente, não só devido à conjuntura política portuguesa, no momento está a ser preparada uma Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica, como também pelas distintas formas de produção alimentar existentes e que, na nossa visão, colocam a saúde humana em perigo, assim como a sustentabilidade do planeta.

Assim, queremos apenas apontar alguns aspetos do seu artigo que merecem alguma correção ou comentário.

  1. 1.       Orgânicos ou Biológicos

Sugerimos a utilização do termo “Agricultura Biológica”, também usado no seu texto. Apenas porque a utilização dos dois termos gera confusão no leitor achando que se tratam de coisas distintas.  O regulamento europeu para a produção biológica (regulamento CE nº834/2007, 28 de Junho, artº23) consagra o termo Agricultura Biológica para a designação portuguesa deste tipo de produção. A designação agricultura orgânica usa-se no Brasil e nos países de língua inglesa.

  1. Quanto à afirmação aqui citada: Se nutricionalmente já vimos que os alimentos orgânicos levam ligeira vantagem, o que dizer na exposição a outros compostos nefastos? Os dois grandes estudos citados acima, também nos revelam que regra geral, quer nos resíduos de pesticidas, quer na presença de alguns metais pesados como cádmio e chumbo, os alimentos orgânicos oferecem uma segurança extra, como também é documentado no último relatório da Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar. E a palavra extra aqui é essencial, uma vez que tal não quer dizer que os outros não sejam seguros, até porque as quantidades destas substâncias encontradas no produto final, estão genericamente abaixo dos limites legais.

O limite máximo de resíduos, ou seja, o teor de resíduos que é tolerado por lei nos alimentos ou na água, não tem em conta três fatores muito importantes:

- certos pesticidas, que mimetizam a ação de hormonas (e por isso conhecidos como “disruptores endócrinos”), têm uma ação mais forte a pequenas concentrações do que a concentrações elevadas. Têm sido associados a problemas de infertilidade e cancros nos órgãos reprodutores.

- os pesticidas são suscetíveis de bioacumulação nos tecidos adiposos de mamíferos, incluindo no ser humano;

- combinações de vários pesticidas diferentes podem ter um efeito sinérgico, potenciando mutuamente a sua atividade. A investigação revela que uma mistura de quatro pesticidas, mesmo em pequenas doses, tem um efeito 1600 vezes superior ao dos mesmos pesticidas atuando isoladamente.

Finalmente, a presença de resíduos múltiplos, todos eles abaixo do LMR, é corrente nos produtos alimentares. P.e. uma maçã pode conter resíduos de 15 pesticidas diferentes.

Mais uma vez agradecemos o interesse na Agricultura e Alimentação Biológica, que estas notas sejam levadas apenas como um objeto de reflexão.

Com os melhores cumprimentos,

Jaime Ferreira

Presidente da Direção da Agrobio"

                                                                                                                        
Mercados Agrobio Alimentação Saudável Formação e sensibilização Apoio técnico à produção

mamaot2 ue2 ifoam Entidade Formadora Certificada - DGERT facebook_icon twitter_icon

AGROBIO

Notícias Agrobio
Quem somos
O que fazemos
Inscrição de Associados
Mural dos Associados
Press Room
Publicações
Contactos

Notícias

Agricultura Biológica

O que é a Agricultura Biológica?
12 razões para preferir biológico
4 Princípios da AB
Desenvolvimento da AB
Certificação em AB
Links

Campanha +BIO

Agricultura Social

Guia do Consumidor

Mercados AGROBIO
Pontos de Venda
Terra Sã
Alimentos de Época

Formação

Produzir e Comercializar

Vantagens do apoio técnico AGROBIO
Apoio Técnico à Agricultura Biológica
Apoio à produção familiar
Projectos de investimento
Apoio ao Desenvolvimento Comercial

Aconselhamento Agrícola

Formulário de inscrição
Serviço de Aconselhamento
Copyright @ 2011 Agrobio. Todos os direitos Reservados.      SICLIK S8V2.AGROBIO.PT.1